header home historia

História do Bairro Alto Hotel em Lisboa, no Chiado

O Bairro Alto Hotel representa a fusão do velho com o novo. Através de uma intensa pesquisa, os designers tencionam homenagear os estilos arquitectónico e de design do País ao longo dos anos, incluindo influências exóticas das primeiras colónias, enquanto se misturam materiais contemporâneos de outros países como Inglaterra, França, Marrocos e Itália. O passado foi também meticulosamente recordado na procura de materiais originais e na aplicação de vários estilos.

No que foi o seu primeiro projecto hoteleiro, o decorador José Pedro Vieira e o seu sócio e criativo, o arquitecto Diogo Rosa Lã, do Atelier Bastidor, Interiores e Design do Porto, assumiram a renovação do interior do Hotel, alargando a sua anterior experiência em projectos de casas privadas para esta interpretação muito pessoal da cidade de Lisboa.

Transportando o seu sentimento da cidade para o espaço interior, materiais, texturas e cores, cada detalhe desde o mobiliário à iluminação foi cuidadosamente estudado para que a sensação de quem visita o Bairro Alto Hotel fosse de surpresa, mas também de conforto nostálgico.

O Bairro Alto Hotel encontra-se situado na Praça que alberga a estátua e o nome de Luís Vaz de Camões, o Soldado Poeta que contou a história das descobertas portuguesas no poema épico “Os Lusíadas”, num edíficio datado de 1845 e que albergou até ao fecho das suas portas em 1980, o Grand Hotel de L´Europe, um marco na hotelaria nacional. Hoje em dia, o Bairro Alto contínua a ser sinónimo de criatividade e revolução, desde a revolução do Povo a 25 de Abril de 1974.

Recentemente, o Bairro Alto tornou-se num destino alternativo de compras, popular entre os boémios que procuram peças diferentes e de design inovador, longe das zonas comerciais mais populares. Cada vez mais, novos designers e criativos se estão a mudar para este bairro da cidade, contribuindo desta forma para a regeneração criativa e económica do bairro.

Também no revigorado Chiado, com as suas famosas pastelarias e lojas de bairro de época, se misturam novas marcas trendy e chiques, com os Teatros e os Museus, a universidade de Belas Artes, que cada vez mais atrai Lisboetas e turistas, ávidos de beber toda a Cultura que este histórico bairro da cidade tem para oferecer.

Este site utiliza cookies. Continuando a navegar está automaticamente a autorizar os mesmos. Ler mais | Não voltar a mostrar